Com Que Olhos?

Este é o tema deste blog cristão, pois procuro saber Com Que Olhos as pessoas veem os assuntos aqui dispostos, dando eu a minha visão e entendimento do assunto. Já agora visite o ÚNICO monumento à Bíblia em Portugal www.monumentoabiblia.net

Terça-feira, 13 de Julho de 2010

O Espírito Santo é Deus.

2 - O Espírito Santo é Deus.

(este post fará parte do livro)

 

As coisas encobertas pertencem a Jeová nosso Deus, mas as reveladas pertencem-nos a nós e aos nossos filhos por tempo indefinido, para que possamos cumprir todas as palavras da lei. Deut. 29:29 TNMSE Tradução Novo Mundo Sagradas Escritura

 

Este é um verso que todos deveríamos ter em conta quando tratamos de assuntos espirituais que nem sempre conseguimos entender na sua plenitude. Não devemos fazer deste texto a nossa base, mas sim reconhecermos nele que por mais que o ser humano queira nunca conseguirá saber todas as coisas. 

Porém ao falarmos do Espírito Santo a Escritura mostra-nos que Deus e o Espírito Santo são um só.

Assisti uma vez numa reunião no Salão do Reino das Testemunhas de Jeová e confesso que fiquei triste pela tristeza existente nesse encontro. (só posso falar desse encontro, pois nunca assisti a mais nenhum outro) Faltava algo…! Os cânticos não mostravam alegria, o que se passou foi uma sessão de testemunhos do que se tinha passado durante a semana nas visitas efectuadas e alguns comentavam e explicavam como resolver as dificuldades encontradas, etc. Saí desiludido e pensativo tentando encontrar a resposta ao porquê de ser assim.

Não demorei muito tempo e perceber em meu entendimento o porquê?

Falta do Espírito Santo. Só isso! Digo só isso mas isso é o que faz “toda a diferença”. Sem a presença do Consolador que foi dado ao salvo após a ressurreição do Senhor Jesus, não pode objetivamente haver alegria, felicidade, regozijo, nem nada que realmente “aqueça” o coração humano e necessitado.

Ensinam os TJ que o Espírito Santo – espírito santo – é a força activa de Deus e não a 3ª pessoa da Trindade, na qual não crêem –

O livro Seja Deus Verdadeiro, publicado pelas TJ, ensina na página 108 o seguinte: o espírito santo (com letra pequena) é a força activa invisível do Deus Todo-Poderoso que leva os seus servos a fazerem a sua vontade.

O próprio Senhor Jesus chama à atenção para o perigo do pecado contra o Espírito Santo dizendo o seguinte: Portanto vos digo: Todo pecado e blasfémia se perdoará aos homens; mas a blasfémia contra o Espírito não será perdoada. Se alguém disser alguma palavra contra o Filho do homem, isso lhe será perdoado; mas se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste mundo, nem no vindouro. Mateus 12:31-32

Quando alguém despreza o Espírito Santo nunca pode ter a Sua acção na sua vida. O Espírito Santo é uma pessoa com sentimentos e acções ao ponto do apóstolo Paulo nos dizer em Efésios 4:30: E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção.

Conhecemos alguma força que tenha sentimentos e fique triste com o que as pessoas fazem? Não! Nenhuma força seja ela qual for tem sentimentos.

O Doutor Lucas diz no livro de Actos 5 que Ananias e Safira venderam uma propriedade e que Ananias levou somente uma parte para os discípulos e foi repreendido por Pedro dizendo que Satanás lhe encheu o coração e a levou a mentir ao Espírito Santo, porém no verso 4 diz Pedro que: não mentiste aos homens mas a Deus

A relação de unicidade entre o Espírito Santo e Deus é óbvia e bem clara e até bem reforçada quando no verso 9 Pedro pergunta a Safira, “porque é que entre vós concertaste para tentar o Espírito do Senhor?...

Sem margem para dúvida que neste texto temos o Espírito Santo e Deus a serem um só.

Mais uma vez a TNMSE desvaloriza o Espírito Santo colocando-O em letra pequena no verso 3, mas no verso 9 já diz “porque concordaste entre vós [dois] fazer uma prova com o espírito de Jeová?

Mesmo pela TNMSE chaga-se facilmente à conclusão que o espírito santo do verso 3, Deus no verso 4 e espírito de Jeová do verso 9 são a mesma pessoa ou o mesmo elemento.

Posto isto pode-se perguntar: Se é tão obvio e visível que o Espírito Santo é Deus, fazendo assim parte da trindade, como é que alguém que diz estudar a Bíblia não entende isso?

Há várias razões mas quanto a mim e pela minha apreciação é pelo facto de que não deixam que o mesmo Espírito Santo os ensine. depois o serem obrigados a seguir somente os ensinos explicados nos livros e comentários publicados pela STV não abre o entendimento à própria avaliação da verdade.

Quando uma cassete é gravada ela só muda o seu conteúdo se voltar a ser regravada com algo diferente, pois se ao ser regravada levar o mesmo conteúdo ficará como tendo a gravação original.

Um outro verso de muito fácil entendimento encontra-se em I de João 5: 20 e diz o seguinte: Sabemos também que já veio o Filho de Deus, e nos deu entendimento para conhecermos aquele que é verdadeiro; e nós estamos naquele que é verdadeiro, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.  A TNMSE diz um pouco diferente, aí lemos o seguinte:  Mas, sabemos que o Filho de Deus veio e nos deu capacidade intelectual para podermos obter conhecimento do verdadeiro. E nós estamos em união com o verdadeiro, por meio de seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.

Apesar da alteração do texto ninguém pode desmentir que o verso diga que Jesus Cristo é o verdadeiro Deus e a vida eterna. Fiz uma observação cuidadosa da leitura de outras traduções e todas, sem excepção dizem que Jesus Cristo é o verdadeiro Deus. (Traduções Bíblia Sagrada - Difusora Bíblica; Bíblia Vida Nova; Bíblia de Thompson com versículos em cadeia temática, Bíblia Electrónica V 3.0.7 da RKSoft; e outras em francês, espanhol, inglês e a Vulgata Latina.

Quando estudamos e Palavra de Deus há sempre um grande riqueza em avaliar diversos pensamentos e comentários, também diversas traduções pois isso traz luz sobre o assunto.

Paulo diz em I Cor. 2:12-14 o seguinte:  Ora, nós não temos recebido o espírito do mundo, mas sim o Espírito que provém de Deus, a fim de compreendermos as coisas que nos foram dadas gratuitamente por Deus; as quais também falamos, não com palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas com palavras ensinadas pelo Espírito Santo, comparando coisas espirituais com espirituais. Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque para ele são loucura; e não pode entende-las, porque elas se discernem espiritualmente.

O facto de que não deixam que o mesmo Espírito Santo os ensine é sem qualquer dúvida a principal razão do não reconhecimento da verdade bíblica sobre o Espírito Santo.
 

Relativamente á Igreja Católica Romana crêem na Espírito Santo conforme a Escritura O revela e ensina. Crêem no Espírito Santo como sendo Deus e fazendo parte da Trindade como sendo a terceira pessoa. Assim sendo não irei qualquer comentário pois creio que estão certos na sua crença e no que ensinam sobre este assunto.

 

Pr. Vítor Maia

publicado por Vítor Maia às 22:57

mais sobre mim

Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

links

pesquisar

 

arquivos

últ. comentários

mais comentados

blogs SAPO


Universidade de Aveiro