Com Que Olhos?

Este é o tema deste blog cristão, pois procuro saber Com Que Olhos as pessoas veem os assuntos aqui dispostos, dando eu a minha visão e entendimento do assunto. Já agora visite o ÚNICO monumento à Bíblia em Portugal www.monumentoabiblia.net

Quarta-feira, 01 de Setembro de 2010

Salvação! Uma graça de Deus para nós.

11 -    A salvação é possível e garantida

(este post fará parte do livro)

A certeza de salvação é algo que somente o cristão bíblico pode ter em si mesmo. Por cristão bíblico entende-se o cristão que tem a Bíblia como a sua única regra de fé e conduta. O Cristão que aceita a bíblia como a Palavra de Deus viva e eficaz, aquele que sabe que a fé vem por ouvir e ouvir a Palavra de Deus. Rom. 10:17

Neste assunto também há muitas idéias e opiniões, mas creio eu que só há uma verdade. Creio também que a verdade não é alterada consoante a crença de cada um. A verdade é imutável. 

A ICR e os seus membros sentem dificuldade em assumir a salvação como garantida pois sempre existe a necessidade da execução de boas obras que conduzam à salvação daí a necessidade do purgatório (não existente na Bíblia Sagrada) e das missas por alma dos seus mortos não importando à quanto tempo tenham falecido.

Sobre os Ressulistas são os próprios que apregoam uma salvação só para 144 mil, coisa que é completa e absurdamente contrária aos textos sagrados.  

Os evangélicos são muitas vezes acusados de arrogância pelo facto de assumirem que são salvos única e exclusivamente pelo sangue do Senhor Jesus Cristo deixando de lado as boas obras para atingir a salvação.

Conforme tenho dito muitas vezes, devemos ver o que a Palavra diz em vez de opinarmos consoante a nossa própria idéia ou assumirmos como verdade o que nos tem sido dito religiosamente por outros que por sua vez também não estudaram ou seguiram o texto sagrado.

Tanto o evangelho de Mateus como o de Marcos dizem que Jesus veio para dar a Sua vida em Resgate de muitos.  Ao dizer de muitos querem os escritores sagrados dizer que é para todos os que crerem, estando assim ao alcance de toda a gente embora como todos sabemos muitos não querem saber dessa oferta de Deus para com a humanidade.

Diz o Evangelho de João no capítulo 3 verso 16 que Deus enviou o seu filho ao mundo para que todo o que nele crê não se perca mas tenha vida eterna. Daqui se entende que a graça da salvação através de Jesus está realmente ao alcance de todos, pois ela é dada para todo o que crê.

Na carta aos Efésios o apóstolo Paulo diz que pela graça sois salvos,  por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não vem das obras, para que ninguém se glorie. Efésios 2:8-9

A salvação é uma graça de Deus para connosco e logo assim não pode depender do que nós fazemos para a alcançar. É isso que o apóstolo diz e se pensarmos um pouco faz todo o sentido que a salvação não dependa dos nossos afazeres.

O nosso responder a Deus no sentido salvático, tem a ver com a nossa resposta de submissão e humildade ao que o Espírito Santo nos diz quando nos convence do nosso pecado. Aí sim, temos a nossa acção ao dizer: Senhor perdoa-me dos meus pecados por amor de Jesus Teu Filho que morreu em meu lugar. O Espírito Santo revela-nos o nosso pecado e revela o amor de Deus para connosco em que Cristo morreu por nós sendo nós ainda pecadores.  Romanos 5:8 

A Escritura através de Paulo a Timóteo diz que  ...Deus nosso Salvador, o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.
A salvação é um desejo de Deus para o ser humano desde o nosso pecado no Édem. É um desejo e é uma oferta é de Deus, é a Sua iniciativa que assim seja e ao longo da Escritura sempre vemos Deus por Sua livre e espontânea vontade a vir ao encontro do homem, depois a salvação está ao alcance de todos os que se sentem pecadores e ao entenderem a Palavra de Deus a aceitam.

Finalmente se essa salvação dependesse de nós mesmos e das nossas boas obras, quantas e quais as boas obras necessárias para alcançarmos a garantia de vida eterna com Cristo.

Quais as boas obras que cobrem pecados e quais pecados? qual o pecado que requer um boa obra maior, a mentira ou o roubo? qual o roubo pior, o de roubar uma peça de fruta para matar a fome ou o roubo de uma carteira? quais as boas obras que cobrem estes pecados e em que quantidade precisam ser feitas?

É obvio que ninguém tem respostas satisfatórias para estas perguntas pois elas não têm respostas humanas e a salvação é mesmo graça de Deus.

Aquando da sua prisão em Filipos o apóstolo é questionado pelo carcereiro: o que é necessário que eu faça para me salvar? e Paulo responde: crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa. Actos 16:30-31

Tiago diz-nos que a fé sem obras é morta, mas isso mostra o quanto a fé deve exercer obras para benção, tanto dos que as executam como daqueles que são alvo dessas boas obras.

João diz-nos em Apocalipse: Bem-aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem dos seus trabalhos, pois as suas obras os acompanham. Ap. 14:13
As obras não são o passaporte para a eternidade, mas sim elas acompanham os que já partiram ou como a Escritura diz os que dormem em Cristo.

A salvação é pois uma oferta, uma graça de Deus para todo o ser humano que crê em Jesus como Senhor e Salvador pessoal.

Pr. Vítor Maia

publicado por Vítor Maia às 14:59

mais sobre mim

Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30

links

pesquisar

 

arquivos

últ. comentários

mais comentados

blogs SAPO


Universidade de Aveiro